A chuva

05 de Setembro de 2013 Rennan Leta Poesias 333

Quando ela resolve cair
Causa desgosto em alguns ingratos
Outros, que rezaram por sua vinda
Agradecem de imediato.

Regadora das grandes matas
Salvadora de muitas vidas
Chega ser tão valiosa
Que parece que foi tocada pelo Rei Midas.

Queridinha dos casais
Pois serve de desculpa pra ficar coladinho
Deixa-os querendo um pouco mais
Esse clima friozinho.

Maldosa com os sem abrigo
Faz chorar muitas famílias, faz muito enfermo
Mas ela não é a grande culpada
Não posso dizer o mesmo do governo.

Tranquilizando as pessoas
Deixando mais belo o ver
Afinal, apenas se ela vier
O arco-íris pode aparecer

Deixa chover, cair muita água do céu
Assim lavamos a alma
Não ficamos como réu
A inveja vai embora e ficamos só com a calma.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
"A decadência" há 2 horas

Numa decadência sem fim. não paro de cair. Esta tudo muito escuro aqui,...
joaodasneves Poesias 6


"A Parede" há 2 horas

Esta parede que nos separa Tem que cair, assim falaremos de ti de mim Olh...
joaodasneves Pensamentos 5


John Owen - Hebreus 1 – Verso 3 – P4 há 11 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Mensagens 6


John Owen - Hebreus 1 – Verso 3 – P3 há 11 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 7


John Owen - Hebreus 1 – Verso 3 – P2 há 12 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 6


John Owen - Hebreus 1 – Verso 3 – P1 há 12 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Mensagens 6