V

09 de Setembro de 2013 Sky Victor Poesias 306

Seu calor me embala como uma brisa insatisfatória
Percorrendo e procurando meu calor
Nosso amor em V, grudento como açúcar derretido desfalece ao se esquecer.
Poesias já não fazem sentido
É uma ilustração do amor, e não do que sinto.
Seu horizonte atravessando o meu, como círculos de luz.
Diga-me se sou seu como eu penso que você é minha
Quando duas mãos se tornam dez atrás do seu pescoço
Quando seu corpo fica pequeno dentro do meu
Quando sussurros é a única coisa que se escuta.
O sol entra vergonhosamente em minha janela sem permissão.
Espero que a noite chegue espero que você venha.


Leia também
NA REBORDOSA há menos de 1 hora

NA REBORDOSA Acordo e já começa a girar tudo... Olhos cerrados contra...
ricardoc Sonetos 3


PLEONÁSTICO n°2 há 20 horas

PLEONÁSTICO n°2 Encarasse de frente, não soslaio... Talvez, olhos no...
ricardoc Sonetos 4


ANTIFACISTA há 22 horas

ANTIFACISTA De irrestível apelo aquela união De fortes se fazendo 'in...
ricardoc Sonetos 5


A rua me aceita como sou há 1 dia

A rua me aceita como sou (Livro Poesias Reflexivas- Antonio Ferreira) N...
pfantonio Poesias 77


Não seja superficial há 1 dia

Não seja superficial (Antonio Ferreira-Livro Poesias Reflexivas) Olhe ...
pfantonio Poesias 90


"Dia do amor" há 1 dia

Amanhã é o dia reservado ao Amor, E a fragrância das flores confunde-s...
joaodasneves Poesias 14