V

09 de Setembro de 2013 Sky Victor Poesias 298

Seu calor me embala como uma brisa insatisfatória
Percorrendo e procurando meu calor
Nosso amor em V, grudento como açúcar derretido desfalece ao se esquecer.
Poesias já não fazem sentido
É uma ilustração do amor, e não do que sinto.
Seu horizonte atravessando o meu, como círculos de luz.
Diga-me se sou seu como eu penso que você é minha
Quando duas mãos se tornam dez atrás do seu pescoço
Quando seu corpo fica pequeno dentro do meu
Quando sussurros é a única coisa que se escuta.
O sol entra vergonhosamente em minha janela sem permissão.
Espero que a noite chegue espero que você venha.


Leia também
John Owen - Hebreus 1 – Versos 1 e 2 – P4 há menos de 1 hora

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 4


John Owen - Hebreus 1 – Versos 1 e 2 – P3 há menos de 1 hora

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 4


John Owen - Hebreus 1 – Versos 1 e 2 – P2 há menos de 1 hora

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 4


John Owen - Hebreus 1 – Versos 1 e 2 – P1 há menos de 1 hora

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 6


"Ontem a noite" há 13 horas

Ontem pela noite Sentei-me no sofa A saudade batia-me no rosto A solidã...
joaodasneves Pensamentos 18


Confessar e se Arrepender em vez de se Endurecer há 16 horas

Em face de termos tão grande sumo sacerdote à direita de Deus nas altur...
kuryos Artigos 17