GALILEU

16 de Setembro de 2013 Luciah Lopez Poesias 329

GALILEU

Calado, Galileu observa a abóbada celestial
suspensa sobre as costas de Nuit
Em silêncio
vê o nascer de Vênus e suas fases tão ’lunares’
pressente a chegada da Lua
e calmamente submerge em seus mares
escala suas montanhas
adentra suas crateras.
Estupefato, Galileu percebe que a Lua
graciosamente gira ao redor do Sol
embora triste e assombrada
pela besta -fera escamada.
Galileu, que passeou sobre as manchas solares
orbitou Saturno e Júpiter,
desembainha sua espada trespassando
o coração do dragão, fazendo
a Lua cheia no céu...

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
Te Desejar Só, Não Basta há 5 horas

Fico aqui te desejando... Mas você bota tanto empecilho, tanta dificulda...
a_j_cardiais Poesias 38


Só Fale de Amor Com Sinceridade há 5 horas

Não faz mal nenhum você dizer para alguém: Eu te amo! Não faz mal ...
a_j_cardiais Poesias 25


"Confesso-te que..." há 11 horas

Ao perder um grande amor, Confesso que até chorei, Mesmo assim tudo ...
joaodasneves Poesias 6


Vida Pela Via da Fé há 14 horas

O que poderia o ministério da Lei sob o Antigo Testamento, fazer por si m...
kuryos Artigos 9


Para quem é a Mudança da Lei de Moisés há 16 horas

O apóstolo Paulo afirma que o crente não está sob a lei e sim sob a gr...
kuryos Mensagens 7


Cultivando Observações - 1 há 17 horas

Eu vivia arrastando silêncios, pelas plataformas da vida. Agora dispenso...
a_j_cardiais Poesias 30