"Liberdade".

14 de Julho de 2011 [email protected] Poesias 583

Delire, insana, teus labirintos...

Déspota!

Já enlameada pelas calçadas

Dum chão que arde tuas entranhas...

Segue !

Marcas na carne vestem a alma de tiranias...

Dita!

Vai destilando veneno ácido nos teus amores...

Descarta!

Castra, pela raiz, e condiz a morte dos teus desejos...

Mata!

Cárcere eterno num ventre algoz...

Voraz!

Despe tuas figuras mórbidas, nuas...

Devora!

De asas arrebentadas divaga...

Morre!


Leia também
CIDADE DOS PATOS (cordel infantil) há 7 horas

Vivia na bela cidade dos patos Um velho pato que contava fatos De uma fam...
madalao Infantil 5


"Feliz...dia...de...São João" ... há 14 horas

Quem dera ir mais além, cantar mais alto Sobre esse chão salgado onde na...
joaodasneves Poesias 5


No Vento da Literatura há 15 horas

Gosto da poesia quando chega de surpresa... Pode não ter beleza, mas q...
a_j_cardiais Poesias 30


Bendito Amor Eterno há 2 dias

Quando pensamos que Jesus disse que todo aquele que lhe foi dado pelo Pai, ...
kuryos Artigos 13


"Vendo" há 2 dias

Hoje vendo um corpo sem alma, e um extrovertido coração partido, uma ...
joaodasneves Acrósticos 7


"Te amo vinho tinto" há 2 dias

Tu meu querido vinho tinto, és e serás a minha inspiração, Ter o cop...
joaodasneves Poesias 10