Minha mais bela Prisão

20 de Setembro de 2013 Alessandro Freitas Poesias 228

Não tem de importar
O Reflexo que tens
Quando tento te achar
Nas cores cintilantes
Na qual navega teus fios
Que ondas mais belas
Me lembram grandes rios
Onde águas preto-avermelhadas levam velas
Velas que carregam sua gratidão para comigo
Em seus olhos vejo o meu universo
Em sua pupila observo a minha prisão
Que prisão mais bela
Quem dera eu tivesse a chance
De para sempre permanecer nela

Mas fui retirado
Completamente exilado
Queria continuar nesta prisão
Olhar tudo que você vê
Querer tudo que você quer
Infelizmente, estou proibido de amar você.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
"Primeiro encontro" há 1 hora

Olha, te recordas da primeira vez que eu te vi? não foi só pra me distr...
joaodasneves Mensagens 5


John Owen - Hebreus 1 - Versos 4 e 5 – P3 há 8 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Mensagens 6


John Owen - Hebreus 1 - Versos 4 e 5 – P2 há 8 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 8


John Owen - Hebreus 1 - Versos 4 e 5 – P1 há 8 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Mensagens 5


Domingo,pede carinho… há 21 horas

Os últimos acordes do domingo,mas sempre ao lado de quem amo... Namorada...
anjoeros Poesias 7


"Vou chorar" há 23 horas

A partir de hoje vou chorar todas as noites Agora que te fostes do meu la...
joaodasneves Poesias 13