Minha mais bela Prisão

20 de Setembro de 2013 Alessandro Freitas Poesias 231

Não tem de importar
O Reflexo que tens
Quando tento te achar
Nas cores cintilantes
Na qual navega teus fios
Que ondas mais belas
Me lembram grandes rios
Onde águas preto-avermelhadas levam velas
Velas que carregam sua gratidão para comigo
Em seus olhos vejo o meu universo
Em sua pupila observo a minha prisão
Que prisão mais bela
Quem dera eu tivesse a chance
De para sempre permanecer nela

Mas fui retirado
Completamente exilado
Queria continuar nesta prisão
Olhar tudo que você vê
Querer tudo que você quer
Infelizmente, estou proibido de amar você.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
Traços Mudados há 5 horas

O tempo passou, e eu nem percebi... Meus Deus, o que mudou? Envelheci. ...
a_j_cardiais Poesias 24


Queimando os Últimos Cartuchos há 5 horas

Sinto que estou queimando os últimos cartuchos... Estou chegando ao fim....
a_j_cardiais Poesias 25


"Posso ser o poema" há 8 horas

Barcos que navegam, ao luar, as imensas ondas do mar até as nuvens lá n...
joaodasneves Poesias 6


"Vi em ti" há 16 horas

Em ti eu vi o sol, o mar senti o vento aprendi a viver, soltei o sentime...
joaodasneves Poesias 7


"Tenho" há 16 horas

Tenho amor para dar Paixão para receber Sei perdoar, mas não posso esq...
joaodasneves Poesias 10


"Queria ser o mar" há 16 horas

Queria tanto ser o mar Te abraçar com as minhas ondas Te desejar na arei...
joaodasneves Poesias 7