Do acaso ao caso.

23 de Setembro de 2013 Irwin Holdt Poesias 318

Deitei-me outra vez no sofá da sala
Tão cansado que mal quis escolher onde dormir
Sonhei lembranças, e também visualizei desejos
Quando acordei imaginei que aquele seria só mais um dia qual quer
Me levantei, me aprontei, e fui viver
Vivi sem nenhuma expectativa
E então naquela tarde de sexta eu te encontrei
Encontrei, mas hoje queria não ter encontrado
Seus olhos me diziam algo, eu não conseguia decifrar
Mas mesmo sem entender não hesitei em te amar.


Leia também
Pelo Espírito há 2 horas

Nada do que Jesus cita no Sermão do Monte nos capítulos 5 a 7 do evangelh...
kuryos Acrósticos 4


A Linha da Vida há 4 horas

O futuro é daqui a pouco, mas talvez não possamos vê-lo. A vida é com...
a_j_cardiais Poesias 26


Obedecendo o Vento há 18 horas

As folhas caem, e eu quero falar sobre isso, sem me preocupar com o feiti...
a_j_cardiais Poesias 36


"Verão na Europa" há 21 horas

Hoje começou o verão Mas todos os dias, são dias de verão O verão na...
joaodasneves Poesias 8


"Maria Emília" há 22 horas

Meu amor Antes de tu nasceres Raramente eu pensava em ti Iria com o pass...
joaodasneves Acrósticos 8


"Sou" há 23 horas

Sou o livro sem palavras Sou a historia por contar Sou o céu sem estre...
joaodasneves Acrósticos 10