O Vomito de Amar

26 de Setembro de 2013 Bruce Alcântara Poesias 415

O Poeta me disse
Que a agonia de amar
Eu posso até me ferir
Posso perder meus sonhos
E cair na imensidão escura da noite
Posso desistir de Voar
E me entregar na solidão
Na laguna da noite eu me afogo na maré
Que me arrasta para areia, voltando-me para as mazelas do amor.
Clamado á ultima chance para honra o amor eterno
Chance as quais me toca bruscamente
Deixando-me confuso e intocável
Deixando-me sensível para aceitar o amor
Deixando-me preso aos teus laços materno
Esplendido como o amor, furioso como as ondas!
Que trouxe-me novamente essa dor
Essa paixão , esse amor!


Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
Circunstâncias há 1 hora

Não quero me perder, procurando a perfeição... Ser perfeito em quê? ...
a_j_cardiais Sonetos 30


"A maldade" há 13 horas

De que me serve escrever, inventar, sonhar sem pensar No meu interior me a...
joaodasneves Poesias 7


"Não sei" há 20 horas

Hoje tenho vontade de rir Mas também tenho vontade de chorar Ja nem sei ...
joaodasneves Pensamentos 5


Domínio do Pecado ou da Graça há 2 dias

Se é impossível não pecar enquanto estivermos neste mundo, por que J...
kuryos Mensagens 16


Ventinho Delicado há 2 dias

Uma mulher passa com seu rebolado... Um ventinho delicado faz seu vestid...
a_j_cardiais Poesias 46


Mortos Vivos, Vivos Mortos há 2 dias

O que é viver? Tem gente que tem tudo, e não se sente feliz... Fica as...
a_j_cardiais Poesias 47