Pulsa como um coração/ POemas para curtir

02 de Outubro de 2013 wernk Poesias 619

Em frente a uma praça me sento.
Observo em silencio.
Pessoas que vão e vem.
Passos firmes segue por caminhos que para mim, são desconhecidos.
Olhos atentos, para não perder o tempo, ao longe vem aqueles que olham em seus pulsos, seus relógios, ponteiros girando lentamente.
Alguns passam alegremente, sorrindo, despercebidos, outros envolvidos em assuntos, que fazem de alguma forma, seus semblantes despertarem sentimentos curiosos.

Vejo arvores que estão frondosas, e de seus galhos caem folhas secas, são levadas pelo vento.
O sol está cálido, e embaixo desta sombra tão refrescante, aprecio a vida diante de mim, que pulsa como o coração, batendo no peito.
Nas cirandas da vida, tudo muda, como um sopro.
Respiro então profundamente, e olho para cada sorriso, e continuo a observar.
Para que mais e mais, eu possa aprender, que em meio a tanto mistérios,a vida é bela, e esplendorosa.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
Sintomático há menos de 1 hora

Divagando pela favela, penso nela olhando a aquarela do sol se pondo. ...
a_j_cardiais Sonetos 25


"Minha humilde casinha" há 2 dias

Tenho na minha casa Quatro cadeiras e um colchão Uma mesa, e roupas pelo...
joaodasneves Poesias 18


Se Poema For Oração há 2 dias

Senhor, este poeta perdido vem Vos fazer um pedido: dai-me Vossa paz. ...
a_j_cardiais Poesias 65


"Bailei com a solidão" há 2 dias

"Bailei com a solidão" A beira do mar espero a Solidão E escuto ja o ...
joaodasneves Acrósticos 15


Perseverar Até o Fim – Parte 1 há 2 dias

Por Charles H. Spurgeon (1834-1892) Traduzido, Adaptado e Editado por Si...
kuryos Artigos 30


Perseverar Até o Fim – Parte 2 há 2 dias

Por Charles H. Spurgeon (1834-1892) Traduzido, Adaptado e Editado por Si...
kuryos Artigos 13