O amor é como um núcleotídeo
Às vezes dissipa
Às vezes aumenta
Variabilizando os caminhos a serem seguidos

Quem sabe,quem vê
Não consome e nem consente
O valor que és
É como um grão pequeno que ao germinar
Poderá colher daqui a alguns dias,alguns meses ou daqui a alguns anos

Talvez tamanha veracidade
Que é o amor
Que não se desdenha,apenas reserva para aquele(a)que deverá ser amado(a)da melhor forma possível
Sobressaindo o que o bem deve ser utlizado

O amor pode quebrar barreiras
Como foste uma lei de física
O amor pode destruir fronteiras
Como estivesse em uma guerra
O amor pode estar somado
Como aplicada a uma lei matemática
O amor pode estar resenhado
Como se fosse uma aula de português qualquer
Porém nunca submetido a tais gravidades
Que o coração pede exige
O carinho de dois corpos abandonados
A um só embalo que consente em dizer 3 palavras
EU TE AMO!