Maria é uma estrela.
Não a toco por muito distante estar.
Eu apenas posso vê-la,
O seu brilho contemplar.

Maria é o sol e traz luz.
O seu calor não sinto.
Com seus raios seduz.
Nasce a leste, põe-se em lugar distinto.

Maria é a lua.
E, não depende do sol para brilhar.
De onde vem a luz sua,
É mistério a desvendar.

Maria é um sonho.
Realidade improvável.
Quando para ela componho,
A inspiração é inexplicável.

Maria é uma flor.
A mais linda do jardim.
Tem muito amor.
Mas, não tem amor pra mim.

Maria é tudo.
Maria é minha estrada.
Maria é meu mundo.
Para Maria não sou nada.