Rosas, será que são rosas?

Aquelas lindas flores que me machucam,

O meu peito eu te renuncio por pouco,

Se fosse possível voltar atrás,

Se tudo parasse de rodar,

As vezes eu sinto o que ninguém vê,

As vezes eu vejo com os seu olhos,

E tudo isso não me salva de perder,

Perder a vida perfeita!

Hey, tudo não é estranho sempre?

Fácil as vezes e difícil sempre,

O meu coração doente chama,

Porque tudo é incompleto e vazio,

As vezes eu sinto o que ninguém pode ver,

As vezes eu grito na porta e ninguém abre,

E tudo some sem me salvar de perder,

Perder a vida perfeita!

 Nada pra sentir, sempre,

Fugir sem vencer, verdade,

Ausente e distante o sonho,

Alucinado é ponto de morte,

Perder a vida perfeita,

É o final! Ah Rosas.

Autora: Suziany A.Faria