Cipestres no caminho da solidão

25 de Outubro de 2013 Pr CJJacinto Poesias 272

Andavas tu entre as montanhas aladas

colhendo pedaços de estrelas quebradas

respirando  a luz daquele belo amanhecer

onde as borboletas alimentavam as sementes da esperança

porque fugistes?

como uma alma desumana, que se desgarrou da vida?

indo por lugares solitarios

onde as rosas mais perfumadas se esconderam

para dar um lugar as palhas que o vento transportam

Pensas que serás feliz sozinho?

onde o amor acaba, é um principio de desespero

como esses abismos internos de gente sem coração

que cortam nossa fé em crer num futuro melhor

Permita vos dizer, Oh almas solitarias

se encontrares um cipestre no caminho,

descansa a sombra dele

pois onde se projeta uma sombra

ali é o momento de te voltares para a luz

que está em algum lugar

porque a luz que ilumina o teu caminho

revela que por mais dificil que seja a tua jornada

nunca permitas a ti mesmo andar sozinho

CJJ


Leia também
""Ser deficiente, não é o final"" há 16 horas

Nos somos todos iguais, E ao mesmo tempo diferentes, Somos todos normais,...
joaodasneves Poesias 9


"Não sei teu nome, só sei que foi bonito" há 17 horas

Foste embora com o chegar da alvorada não sei nem como te chamas só sei ...
joaodasneves Poesias 8


"Aqui se chama traição" há 22 horas

Esquece-me, como eu te esqueci De ti, não quero nem ouvir falar Não sei...
joaodasneves Poesias 9


Janela Para o Amor há 1 dia

Abra sua janela para o Amor... Não o amor de um só. O Amor de um sol, ...
a_j_cardiais Poesias 28


Desconstruções há 1 dia

Minha vida muitas vezes fica tão distante dos meus poemas... Quando as c...
a_j_cardiais Poesias 32


"Amiga cadeirante" há 1 dia

Vi alguém que me fez chorar, Enquanto eu passeava a beirinha mar, Ela ar...
joaodasneves Homenagens 10