Lagrimas de uma flor solitária

25 de Outubro de 2013 Pr CJJacinto Poesias 687

Eu vi o choro

o lamento daquela flor 

flutuando entre seus orvalhos

lacrimais

Tristeza de dar dó

a semente dela fez poesia

viu a mão do jardineiro

perfurar a terra fria e dura

depois de germinar, crescer

florescer

foi arrancada com violencia do jardim

pra ir morar num vaso de sepultura

CJJ


Leia também
Lembra? há 2 dias

Quando o tempo nós pertencia dia e noite não existiam? Quando ainda...
enidesantos Poesias 21


Principio há 2 dias

Toda a humanidade repelida da perfeição Privada da perspectiva da ...
enidesantos Poesias 13


Viandar há 2 dias

Viver e caminhar eu gosto de tudo que a vida me da Gosto de viver e ...
enidesantos Poesias 11


Fluxo do tempo. há 2 dias

Boca devoradora do tempo que tudo vai apagando varrendo da vida todo o en...
enidesantos Poesias 14


Sou há 2 dias

o que quero e onde quero Meu palco é a vida Dela faço brotar o pr...
enidesantos Poesias 12


Ame...! há 2 dias

Apenas ame Não se infecte de amor Infecte-se de vida Queira vida D...
enidesantos Poesias 11