O dia de finados que se findará....

29 de Outubro de 2013 Pr CJJacinto Poesias 405

Na vastidão do campo santo

a necropole parece um jardim

lugar de lagrimas e saudades

ali repousam almas sem ansiedades

a terra consumiu toda avareza

o silencio de todas as incertezas

No lado de lá da vida que são portais

onde jazem almas imortais

crianças, jovens e anciãos

num ato de misteriosa união

se derramam no oceano das coisas

sem palavras

Um dia era pequeno, e não entendia

cresci, e pra lá, pensava que não ia

Mas agora tão mais esperançoso

sei que vou, pra aguardar

pois eu de gente, me farei um dia semente

pra poder voltar

É meu destino mas não minha sorte

pois muito além da vida e da morte

desde tempos antigos, quando acendeu

aquela luz,

da morte, um dia o finados será finado

pois isso já foi decretado

pela ressurreição depois da cruz


Clavio Juvenal Jacinto

>Igreja Evangelica Caminho da Paz


Paulo Lopes SC Brasil


Leia também
Para quem é a Mudança da Lei de Moisés há menos de 1 hora

O apóstolo Paulo afirma que o crente não está sob a lei e sim sob a gr...
kuryos Mensagens 5


Cultivando Observações - 1 há 2 horas

Eu vivia arrastando silêncios, pelas plataformas da vida. Agora dispenso...
a_j_cardiais Poesias 17


"É tarde demais" há 4 horas

Não há mais tempo Não adianta agora chorar É tarde demais. É tarde ...
joaodasneves Poesias 8


"Amada Amante"... há 4 horas

A primavera chegou, sai como sempre o dia estava bonito, o sol brilha...
joaodasneves Prosa Poética 4


"Eu queria" há 4 horas

Eu queria tanto beijar a tua boca e abraçar-te intensamente. Eu queria t...
joaodasneves Pensamentos 3


"Sabor dos teus beijos" há 5 horas

Parece que foi ontem vi-te passar naquela estrada Cruzei contigo um simpl...
joaodasneves Poesias 5