O dia de finados que se findará....

29 de Outubro de 2013 Pr CJJacinto Poesias 411

Na vastidão do campo santo

a necropole parece um jardim

lugar de lagrimas e saudades

ali repousam almas sem ansiedades

a terra consumiu toda avareza

o silencio de todas as incertezas

No lado de lá da vida que são portais

onde jazem almas imortais

crianças, jovens e anciãos

num ato de misteriosa união

se derramam no oceano das coisas

sem palavras

Um dia era pequeno, e não entendia

cresci, e pra lá, pensava que não ia

Mas agora tão mais esperançoso

sei que vou, pra aguardar

pois eu de gente, me farei um dia semente

pra poder voltar

É meu destino mas não minha sorte

pois muito além da vida e da morte

desde tempos antigos, quando acendeu

aquela luz,

da morte, um dia o finados será finado

pois isso já foi decretado

pela ressurreição depois da cruz


Clavio Juvenal Jacinto

>Igreja Evangelica Caminho da Paz


Paulo Lopes SC Brasil


Leia também
"Dia do amor" há 2 horas

Amanhã é o dia reservado ao Amor, E a fragrância das flores confunde-s...
joaodasneves Poesias 9


"Estou triste" há 9 horas

A noite se instala em mim. Lá fora, apenas o silêncio da noite e o teu o...
joaodasneves Poesias 11


"Estou cá a matutar" há 10 horas

Esses dias ando meio triste muito confuso, ando a querer isolar-me, f...
joaodasneves Pensamentos 9


A Humildade nos Cai Bem há 15 horas

Se o domínio total é do Senhor, porque o poder pertence a ele, isto dever...
kuryos Artigos 8


Fuga da Inspiração há 15 horas

Preciso terminar um poema que comecei numa empolgação danada... Dep...
a_j_cardiais Poesias 45


Um Dilema há 16 horas

Estou aqui reclamando da minha "vidinha", enquanto tem alguém por aí que...
a_j_cardiais Poesias 49