Na vastidão do campo santo

a necropole parece um jardim

lugar de lagrimas e saudades

ali repousam almas sem ansiedades

a terra consumiu toda avareza

o silencio de todas as incertezas

No lado de lá da vida que são portais

onde jazem almas imortais

crianças, jovens e anciãos

num ato de misteriosa união

se derramam no oceano das coisas

sem palavras

Um dia era pequeno, e não entendia

cresci, e pra lá, pensava que não ia

Mas agora tão mais esperançoso

sei que vou, pra aguardar

pois eu de gente, me farei um dia semente

pra poder voltar

É meu destino mas não minha sorte

pois muito além da vida e da morte

desde tempos antigos, quando acendeu

aquela luz,

da morte, um dia o finados será finado

pois isso já foi decretado

pela ressurreição depois da cruz


Clavio Juvenal Jacinto

>Igreja Evangelica Caminho da Paz


Paulo Lopes SC Brasil