Palhaçada

22 de Julho de 2011 Lucas Dantas Poesias 612

Numa noite estrelada
Eram só gargalhadas
Um cheiro animal
E uma cara engraçada
O pipoco salgado
Do ex-milho no pátio

Dentro da tenda mágica
Um mundo novo tão lindo
De cores tão vibrantes

Com chicote e uma cadeira
Assusta um leão tão grande
Onde uma cara com tinta
Se torna vida constante
Todo dia no palco
De um mero imigrante.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
Amor de Primavera há 2 horas

Morena, quando tu flores, o verbo em ti, primavera, seguirá o caminho do...
a_j_cardiais Poesias 31


CICATRIZES há 7 horas

CICATRIZES Não se vive essa vida impunemente... Todo mundo, mais dia m...
ricardoc Sonetos 4


" Amar é" há 17 horas

Amar e como voar, no mais azul dos céus. É sentir a sensaçao de estar n...
joaodasneves Poesias 10


PAU DE FITAS há 22 horas

PAU DE FITAS Dançam as raparigas cá em roda D'um mastro d'onde fitas ...
ricardoc Sonetos 8


Falta de Amor ao Próximo há 1 dia

A razão de viver é amar... Mas a maioria das pessoas vive o amor ao din...
a_j_cardiais Poesias 45


Amor a Deus x Amor ao Mundo há 1 dia

Nos dias do autor não havia automóveis como os luxuosos que existem em no...
kuryos Artigos 8