Cura das feridas da alma

30 de Outubro de 2013 Pr CJJacinto Poesias 263

Se teus sentimentos, presos em calabouços

num epico distante, como se fosse a terra média

entre as nuvens cósmicas

ilhas perdidas nas correntezas das chuvas

Se clamando, a dor não vai embora

aos "ais" amarrados com as cordas da aurora

nesses limites de horas que se eternizam

nos toques profundos que te machucam

Se nos epicos das preces pedes consolação

nas raizes da videira te agarras, buscando direção

num mergulho no ser, bebes o vinho perfumado

tu choras, num grito desesperado

Mas como sempre a paciencia prevalece

recebes de Deus o calor que aquece

outrora sagrando e todo machucado

voltas ao caminho feliz, estás curado

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
Circunstâncias há 5 horas

Não quero me perder, procurando a perfeição... Ser perfeito em quê? ...
a_j_cardiais Sonetos 30


"A maldade" há 16 horas

De que me serve escrever, inventar, sonhar sem pensar No meu interior me a...
joaodasneves Poesias 7


"Não sei" há 1 dia

Hoje tenho vontade de rir Mas também tenho vontade de chorar Ja nem sei ...
joaodasneves Pensamentos 5


Domínio do Pecado ou da Graça há 2 dias

Se é impossível não pecar enquanto estivermos neste mundo, por que J...
kuryos Mensagens 16


Ventinho Delicado há 2 dias

Uma mulher passa com seu rebolado... Um ventinho delicado faz seu vestid...
a_j_cardiais Poesias 48


Mortos Vivos, Vivos Mortos há 2 dias

O que é viver? Tem gente que tem tudo, e não se sente feliz... Fica as...
a_j_cardiais Poesias 47