Da liberdade humana

31 de Outubro de 2013 Pr CJJacinto Poesias 278

Libertai-vos dos grilhões do odio

acendeu a lampada do amor

deixai as correntes que prendem nossa bondade

armai-vos da mais pura humildade

amar ao nosso semelhante

isso sim é importante

sair de nossa propria prisão

liberdade é estender a mão

e não podemos isso fazer

se elas estiverem algemadas

Libertai-vos da vossa propria razão

semeai a justiça no coração

levantai aqueles que estão caidos

untai as chagas de quem está ferido

abraçai o vosso amigo

bendizei sempre vosso inimigo

firmai a esperança do desesperado

atai o animo dos despedaçãdos

essa é tua missão

Livrai-vos dessas correntes antigas

criai para vos veredas benditas

protegendo o desarmado

dai força ao desamparado

porque se almejas um mundo melhor para ti

precisas ser bondoso aos outros

O caminho do proximo pode ser teu caminho

se semeares lá, para ti mesmo colherás

Libertai-vos do vosso egoismo

tirai vossos pés desse abismo

construi para vós a dignidade

semeai vosso campo com ardor

as lindas sementes do amor

porque amando a todos viverás

vivendo porém, olhai

Que o futuro é feito com os fios

que tecemeos com nossas mãos

no presente

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
Lembra? há 1 dia

Quando o tempo nós pertencia dia e noite não existiam? Quando ainda...
enidesantos Poesias 13


Principio há 1 dia

Toda a humanidade repelida da perfeição Privada da perspectiva da ...
enidesantos Poesias 10


Viandar há 1 dia

Viver e caminhar eu gosto de tudo que a vida me da Gosto de viver e ...
enidesantos Poesias 10


Fluxo do tempo. há 1 dia

Boca devoradora do tempo que tudo vai apagando varrendo da vida todo o en...
enidesantos Poesias 11


Sou há 1 dia

o que quero e onde quero Meu palco é a vida Dela faço brotar o pr...
enidesantos Poesias 10


Ame...! há 1 dia

Apenas ame Não se infecte de amor Infecte-se de vida Queira vida D...
enidesantos Poesias 8