Sem rosas,lhe fiz uma prosa.

03 de Novembro de 2013 JClasen Poesias 273

Brilhava lá em cima,
Não lhe chamem de sol,
ela era lua.
Rosto colorido de um azul 
[esplêndido.
Tem a voz de trovão
o sorriso de pavão conquistador.
É de apaixonar aquela menina,
Mas olhe só,ela é de cor azul.
Quando mais nova,
lhe deram uma rosa,
mas não era vermelha.
E ela desistiu de ser rosa.

Agora cabelo de bicho feroz
e risada de vento,
Risada que ri de todas as minhas dores
e leva meus temores.
Ela riu da minha flor senhor.

Ela não gosta de rosas,
Ela nao quer sorrir comigo,
Ela ri de mim.
Oh senhor,seja meu amigo.

Ela chuta balde ecospe no chão.
É casada há 14 anos
e mãe do Chicão.

Ela não gosta de rosas.
Então lhe fiz uma prosa.


Leia também
ETERNAL (rondó) há 7 horas

ETERNAL (rondó) Não o poeta, sim a poesia Em cada verso haveria- De ...
ricardoc Poesias 5


Sintomático há 12 horas

Divagando pela favela, penso nela olhando a aquarela do sol se pondo. ...
a_j_cardiais Sonetos 37


"Minha humilde casinha" há 2 dias

Tenho na minha casa Quatro cadeiras e um colchão Uma mesa, e roupas pelo...
joaodasneves Poesias 18


Se Poema For Oração há 3 dias

Senhor, este poeta perdido vem Vos fazer um pedido: dai-me Vossa paz. ...
a_j_cardiais Poesias 78


"Bailei com a solidão" há 3 dias

"Bailei com a solidão" A beira do mar espero a Solidão E escuto ja o ...
joaodasneves Acrósticos 16


Perseverar Até o Fim – Parte 1 há 3 dias

Por Charles H. Spurgeon (1834-1892) Traduzido, Adaptado e Editado por Si...
kuryos Artigos 31