Brilhava lá em cima,
Não lhe chamem de sol,
ela era lua.
Rosto colorido de um azul 
[esplêndido.
Tem a voz de trovão
o sorriso de pavão conquistador.
É de apaixonar aquela menina,
Mas olhe só,ela é de cor azul.
Quando mais nova,
lhe deram uma rosa,
mas não era vermelha.
E ela desistiu de ser rosa.

Agora cabelo de bicho feroz
e risada de vento,
Risada que ri de todas as minhas dores
e leva meus temores.
Ela riu da minha flor senhor.

Ela não gosta de rosas,
Ela nao quer sorrir comigo,
Ela ri de mim.
Oh senhor,seja meu amigo.

Ela chuta balde ecospe no chão.
É casada há 14 anos
e mãe do Chicão.

Ela não gosta de rosas.
Então lhe fiz uma prosa.