ROLANDO OS DADOS

04 de Novembro de 2013 selda kalil Poesias 242


Joguei pesado
Acertei em cheio
Meus dados rolam-se,
e colorem minha mente
Passo,repasso, jogo, açoito.
Que vida doida
Uma hora estou cá embaixo
Outrora estou lá acima
Ponho meu vestido de seda
Calço meus saltos
Desfilo em passarelas
Tem-se sorte, me firmo de pé.
Se não, tiro as sandálias.
Fica-se descalça
Mais fácil descer-se
Peço um drink,
Esquenta-se meu coração.
Meus dados rolam-se,
pedindo bis para mais uma solução.
Se ganho fico leve e solta.
Perde-se, me curto com água e limão.
Não sei me adoçar,
quando não posso ganhar
Continuo solta...
Sou mulher, sou guerreira.
Rolo meus dados
Deixo a vida me levar
Horas estou no salto
Outrora descalça.
Ainda sinto seu perfume
Aquelas noites de sorte,
deixaram-me extasiadas.
Ainda sou uma mulher de sorte!
Rolo meus dados...
Espero acontecer!!!

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
Domingo,pede carinho… há 12 horas

Os últimos acordes do domingo,mas sempre ao lado de quem amo... Namorada...
anjoeros Poesias 5


"Vou chorar" há 14 horas

A partir de hoje vou chorar todas as noites Agora que te fostes do meu la...
joaodasneves Poesias 10


Honrando o Sumo Sacerdote há 14 horas

Se nos entregarmos à conduta desse sumo sacerdote, se por ele somente nos ...
kuryos Mensagens 7


FRANCO-CANADENSE - Des-História Universal há 15 horas

FRANCO-CANADENSE Desenharam um país de costa à costa À revelia entã...
ricardoc Sonetos 5


FRANCO-CANADENSE - Des-História Universal há 15 horas

FRANCO-CANADENSE Desenharam um país de costa à costa À revelia entã...
ricardoc Sonetos 5


Oração ao Anjo da Guarda… há 17 horas

A fé é algo que aprendemos desde pequenos. Eis a importância de mostrarm...
anjoeros Poesias 5