Alma rasgada

07 de Novembro de 2013 Pr CJJacinto Poesias 328

Eu derramo as lagrimas de um rio

Dentro de mim

Duros momentos em que as feridas

Estão abertas

As minhas estrelas se apagaram

E a luz da esperança se acende em outro lugar

De onde não se esperava

É impossível que a brutalidade venha do amor

Mas a insensibilidade também cria monstros

Homens que te abraçam na tranqüilidade

E negam as mãos de auxilio na dor

A alma humana não resiste a injustiça

Quando está na luz

Assim como é incapaz de ficar insensível a

Obra da cruz

Mas um homem caminha sozinho

Ainda que a sua alma esteja rasgada

Sangrando as lagrimas da dor

Agonizando o desprezo atroz

Há um momento triste na vida

Chamada de sofrer injustamente

E ela se torna insuportável quando você

Não tem amigos

Ainda que os poucos que te restam te ajudem

A maioria te esmaga com dureza

De oprime com o faz de conta

Te esquece da tua existência

Eu percebo isso em mim mesmo

E de nada adianta lamentar

É preciso esperar

E não ser um desventurado de se esquecer

De DEUS

Quando todos os que eram considerados

Como amigos

Se esqueceram de mim

CJJ


Leia também
Traços Mudados há 4 horas

O tempo passou, e eu nem percebi... Meus Deus, o que mudou? Envelheci. ...
a_j_cardiais Poesias 24


Queimando os Últimos Cartuchos há 5 horas

Sinto que estou queimando os últimos cartuchos... Estou chegando ao fim....
a_j_cardiais Poesias 25


"Posso ser o poema" há 8 horas

Barcos que navegam, ao luar, as imensas ondas do mar até as nuvens lá n...
joaodasneves Poesias 6


"Vi em ti" há 16 horas

Em ti eu vi o sol, o mar senti o vento aprendi a viver, soltei o sentime...
joaodasneves Poesias 7


"Tenho" há 16 horas

Tenho amor para dar Paixão para receber Sei perdoar, mas não posso esq...
joaodasneves Poesias 10


"Queria ser o mar" há 16 horas

Queria tanto ser o mar Te abraçar com as minhas ondas Te desejar na arei...
joaodasneves Poesias 7