A voz e o silencio

08 de Novembro de 2013 Pr CJJacinto Poesias 223

Escutei o vento soprando

um menino lamentando

ouvi a voz da terra

a tarde que se encerra

uma e outra vez

sonidos de carros passando

o céu azul nublando

ouvi e vi as cores

valentes de desertores

gente que ia partindo

outros que iam chegando

vi, ouvi e entendi

coisas que ganhei

outras que perdi

mas ainda ouço no horizonte

as aguas que fluem da fonte

o passado que ficou escondido

nas estranhas desse tempo tão louco

que faz a gente viver

muito e pouco

e por fim

ouvi apenas meu coração

que em soluços, prantos e uma canção

adormeceu no leito

lá dentro do meu peito

pra descansar em paz


Leia também
PLEONÁSTICO n°2 há 17 horas

PLEONÁSTICO n°2 Encarasse de frente, não soslaio... Talvez, olhos no...
ricardoc Sonetos 4


ANTIFACISTA há 19 horas

ANTIFACISTA De irrestível apelo aquela união De fortes se fazendo 'in...
ricardoc Sonetos 5


A rua me aceita como sou há 21 horas

A rua me aceita como sou (Livro Poesias Reflexivas- Antonio Ferreira) N...
pfantonio Poesias 56


Não seja superficial há 22 horas

Não seja superficial (Antonio Ferreira-Livro Poesias Reflexivas) Olhe ...
pfantonio Poesias 71


"Dia do amor" há 1 dia

Amanhã é o dia reservado ao Amor, E a fragrância das flores confunde-s...
joaodasneves Poesias 13


"Estou triste" há 1 dia

A noite se instala em mim. Lá fora, apenas o silêncio da noite e o teu o...
joaodasneves Poesias 14