Não deixe que venha

09 de Novembro de 2013 Alayon Poesias 198

Não deixe que a seta do desânimo,
Venha abater o meu coração,
Pois o Senhor é a minha força,
Não permita que a astúcia das trevas,
Venha destruir o seu plano em minha existência,
Pois na companhia do Senhor vou prevalecer,
Não deixe que o dardo do maligno,
Venha ferir a minha alma,
Pois o Senhor é o meu escudo,
Não permita que a ilusão do mundo,
Venha apagar a sua visão em meu viver,
Pois na vontade do Senhor sou vencedor,
Não deixe que a mentira do inferno,
Venha desviar o meu chamado,
Pois o Senhor é a minha direção,
Não permita que a falsidade das pessoas,
Venha arruinar o seu propósito em minha vida,
Pois na presença do Senhor irei permanecer.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
Santificação, um Trabalho Progressivo – Parte 2 há 8 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 8


Santificação, um Trabalho Progressivo – Parte 1 há 8 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 8


"Ultimo Poema" há 8 horas

Me cansei de viver esperando Vai ser o ultimo verso que te escrevo A ulti...
joaodasneves Poesias 6


ESTHER há 10 horas

ESTHER Não raro te surpreendo enternecida E me perco em teus olhos tã...
ricardoc Acrósticos 6


REFLEXÕES DO ANDARILHO. ESCOLA DA VIDA há 21 horas

Caminhar e pensar, pois enquanto caminhamos oxigenamos o nosso cérebro, qu...
paulocesar Acrósticos 8


Da Maior Importância há 1 dia

Não sei de muitas coisas que costumam dizer que é importante saber... ...
a_j_cardiais Poesias 32