Se teu tempo passa

se arrasta

como um torvelinho e leva

para longe se eleva

sai das tuas mãos

fugindo

como se para algum lugar

estivesse indo

o tempo vai

do momento sai

não fica parado

faz teu presente

virar passado

se não te cuidas

vives sem percepção

esse tempo que foge

das tuas mãos

será um ontem terminado

o que resta?

senão apenas um futuro 

que não podes ver

um amanhã

que não podes chegar

viva o agora

intensamente

porque o futuro tu não tens

e o passado foi embora

Clavio Jacinto