Quando o coração sofre em silencio

pelo amor,

se sufoca nas horas de angustia

mas quando persiste em acreditar

mesmo diante da mais dura adversidade

a esperança tal como um joalheiro

refaz todas as lagrimas

no vale do coração

então cada gota de amargura se expande

unindo com a essencia da nossa fé

por trás da tempestade da dor

aparece a mais linda perola

como se dentro da alma

surgisse apos as chuvas torrenciais

uma nova e intensa aurora

Clavio Juvenal Jacinto