MOMENTOS

25 de Julho de 2011 Abreu Poesias 449

Em sã consciência, a si mesmo iludir

Na sua idade, é só imaturidade

Iludir a outrem é pura má fé.

O ciúme suporta melhor a doença

Do ser amado prostrado na cama

Do que na sua desejada liberdade.

Desejar é cobiçar!

E possuir o que está a nós excitar

Os meios não estão a importar.

Trair é dar a entender

É deixar transparecer

E o diabo nada mais é que o excesso do excesso

Como a vida vivida entre verdades e mentiras.

Sexo, ele deseja a todo o momento

Ela, só nos momentos que deseja

Pena que só tarde demais

Saberão o tempo que perderam

Deixando passar entre sonhos e pesadelos

A felicidade palpável.

Se todos estamos a transgredir

O que nos autoriza o julgar?

E quando eu morrer pegue o que servir

E oferte para quem necessitar

O que não servir, doe assim mesmo!

Nesse mundo tem muita gente que merece.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
LUSO-BRASILEIRO - Des-História Universal há 2 horas

LUSO-BRASILEIRO Assim como a cor d'olho não colore Aquilo que se tem ...
ricardoc Sonetos 5


Uma Tal Pedra há 19 horas

No meio do caminho de muitas famílias, agora tem uma pedra... Tem uma...
a_j_cardiais Poesias 24


Mundo da Gataria há 20 horas

Gato criado com mordomia, não conhece o mundo da gataria. Não sobe nos...
a_j_cardiais Infantil 45


A história do amor há 21 horas

A história do amor O amor sempre existiu Em muitas formas Em várias ...
pfantonio Poesias 35


AFRO-AMERICANO - Des-História Universal há 21 horas

AFRO-AMERICANO Terra da Liberdade, a Norte-América Tornou republicana ...
ricardoc Sonetos 9


"Primeiro encontro" há 1 dia

Olha, te recordas da primeira vez que eu te vi? não foi só pra me distr...
joaodasneves Mensagens 7