MOMENTOS

25 de Julho de 2011 Abreu Poesias 451

Em sã consciência, a si mesmo iludir

Na sua idade, é só imaturidade

Iludir a outrem é pura má fé.

O ciúme suporta melhor a doença

Do ser amado prostrado na cama

Do que na sua desejada liberdade.

Desejar é cobiçar!

E possuir o que está a nós excitar

Os meios não estão a importar.

Trair é dar a entender

É deixar transparecer

E o diabo nada mais é que o excesso do excesso

Como a vida vivida entre verdades e mentiras.

Sexo, ele deseja a todo o momento

Ela, só nos momentos que deseja

Pena que só tarde demais

Saberão o tempo que perderam

Deixando passar entre sonhos e pesadelos

A felicidade palpável.

Se todos estamos a transgredir

O que nos autoriza o julgar?

E quando eu morrer pegue o que servir

E oferte para quem necessitar

O que não servir, doe assim mesmo!

Nesse mundo tem muita gente que merece.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
Traços Mudados há 1 hora

O tempo passou, e eu nem percebi... Meus Deus, o que mudou? Envelheci. ...
a_j_cardiais Poesias 24


Queimando os Últimos Cartuchos há 1 hora

Sinto que estou queimando os últimos cartuchos... Estou chegando ao fim....
a_j_cardiais Poesias 23


"Posso ser o poema" há 4 horas

Barcos que navegam, ao luar, as imensas ondas do mar até as nuvens lá n...
joaodasneves Poesias 5


"Vi em ti" há 12 horas

Em ti eu vi o sol, o mar senti o vento aprendi a viver, soltei o sentime...
joaodasneves Poesias 5


"Tenho" há 12 horas

Tenho amor para dar Paixão para receber Sei perdoar, mas não posso esq...
joaodasneves Poesias 8


"Queria ser o mar" há 12 horas

Queria tanto ser o mar Te abraçar com as minhas ondas Te desejar na arei...
joaodasneves Poesias 7