Minha Loucura

18 de Novembro de 2013 Isabbel Such Poesias 263

Que minha loucura seja perdoada

Que toda a insanidade seja esquecida

Afinal qual sentimento é são?

Eu sou sentimentos e emoções

Como poderia então eu ser sã?

Minha loucura é justificada

Por essa paixão desembestada

Sim, paixão, que me arde à pele

Que me causa arrepios

Que me deixa acordada e me faz sonhar

A lembrança do seu sorriso, ainda me faz sorrir

Enquanto a sua ausência, ainda me faz chorar

Meu mal necessário, minha doença

Talvez até seja parte do meu DNA

Tão gravado em mim, cicatrizado, tão profundo

Tão maléfico quanto possa ser a paixão

Tão demente, quanto à razão permite

Eu sou o momento de loucura, de angustia

O riso inexplicável e o choro comedido

Eu sou o amanhecer ensolarado

E a noite de tormenta

Eu sou a febre que me causa

E o frio que minha alma sente

E ainda que condenada seja

Eu sou a loucura inexplorada

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
GRECO-ROMANO - Des-História Universal há 1 hora

GRECO-ROMANO Os deuses se confundem nas histórias Dos povos que se fun...
ricardoc Sonetos 7


John Owen - Hebreus 1 – Versos 1 e 2 – P4 há 4 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 5


John Owen - Hebreus 1 – Versos 1 e 2 – P3 há 4 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 6


John Owen - Hebreus 1 – Versos 1 e 2 – P2 há 4 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 5


John Owen - Hebreus 1 – Versos 1 e 2 – P1 há 4 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 7


"Ontem a noite" há 17 horas

Ontem pela noite Sentei-me no sofa A saudade batia-me no rosto A solidã...
joaodasneves Pensamentos 21