O Amor que sinto por ti

25 de Julho de 2011 Odairjsilva Poesias 313

O brilho dos seus olhos rasgou a escuridão
E dissipou a minha ilusão.
O tempo descontinuou por um longo instante
E a tristeza foi para bem distante.

O amor que persevero em te revelar
É maior que as coisas banais da vida.
E o desejo que sinto por ti, querida,
Maior que o próprio mar.

Amo-te como ama o amor
Como a alma sedenta anseia a fonte
De água límpida e refrigerante
Assim é o anseio de meu ser pelo teu calor.

Sou amante de seus olhos lindos
De sua alma singela e radiante de viver
Amar você é ver o sol ao amanhecer
E seus lábios sempre sorrindo.

Que minha alma consiga expressar
A razão de meu amor por você
O anelo de contigo viver
Para sempre e sempre te amar.

//odairpoetacacerense.blogspot.com

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
Poema Rosa Para um Dia de Sol há 14 horas

A Rosa Emília A Rosa que an...
a_j_cardiais Poesias 38


Poema Suado há 14 horas

Estou num deserto de inspiração... Nada passa por aqui... Nem ladrão. ...
a_j_cardiais Poesias 32


Hebreus 3 - Versículos 7 a 11 – P 3 há 17 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 8


Hebreus 3 - Versículos 7 a 11 – P 2 há 17 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 10


Hebreus 3 - Versículos 7 a 11 – P 1 há 17 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 7


""Ser deficiente, não é o final"" há 2 dias

Nos somos todos iguais, E ao mesmo tempo diferentes, Somos todos normais,...
joaodasneves Poesias 13