A alma anela por um dia de paz
Na caminhada solitária da vida.
O anseio de dias menos sufocantes
Na trajetória por mim escolhida.

O desejo que percorre o sentimento
Estraçalha o coração
Transforma os sonhos reais
Na mais pura ilusão.

Caminho na escuridão da noite
Tentando dar paz ao meu viver
Mas, seus olhos me perseguem na noite fria
Dizendo-me que não posso te esquecer.

Durante o dia escondo-me do sentimento
E procuro nas lembranças me acalmar
Seu perfume conduzido pelo vento
Vem até mim e de você me faz lembrar.

Quero esquecer o seu carinho
Que um dia me acalmou
Mas, não consigo deixar de pensar
Naquela que meu coração sempre amou.

O que posso fazer se amo você?
É a pergunta que me alucina
Sem ter uma resposta plausível
Porque sua beleza me fascina.

www.odairpoetacacerense.blogspot.com