FADA MINHA

26 de Julho de 2011 Abreu Poesias 456

Doce encanto brotou, de pronto me seduziu

Enfeitiçados, trilhamos o todo em melodias

Planos traçados, em fogo que nos consumia

Louca paixão, sempre em ponto de ebulição



A enlaçar tanta cumplicidade e fascinação

Assentou em segredo pélvico uma fadinha

Silésia, fada madrinha, singela, toda minha

A alimentar em frutos de luz, gordo coração



Com mais uns cinquenta pontos de dor

Sombreou as rosadas asas da libélula

Em destaque, minhas iniciais bordou

Eu, seu elfo, senhor do seu puro amor



Foi então que o mundo invejou

O encantamento arrefeceu

Chão tremeu, céu relampejou

Era o fim, tudo escureceu



Restaram fantasias

A fadinha soluçou

Solução se negou

Encantar a varinha

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
Meu café há 2 horas

UM CAFÉ SEMPRE CAI BEM...ANTES DO ALMOÇO,DEPOIS DELE... TE FAÇO UM CA...
anjoeros Poesias 6


Ao pé do ouvido há 2 horas

Vem cá, menina... Deixa eu te falar, bem lá dentro do teu ouvido, tudo ...
anjoeros Poesias 8


Poesia viva há 2 horas

AMO VOCÊ,MINHA POESIA VIVA... TRAZES NO CORPO AS ESCRITAS DA VIDA OS MOM...
anjoeros Poesias 7


Só pra te aguardar... há 2 horas

QUISERA PODER LER TUA MENTE... SABER O QUE POSSO FAZER PARA TE SATISFAZER ...
anjoeros Poesias 6


A dor fazia lembrar. há 13 horas

Eu lhe atribui tudo de muito vil... No mais absoluto reflexo e pensar. P...
elisergio Sonetos 18


Meu sonho de mulher há 15 horas

Você é o meu sonho de mulher meu pensamento que se tornou realidade.. C...
anjoeros Poesias 10