Soprai sobre meu ser

a face calida de meus desanimos

eis que aquela distante estrela se apagou

mas não foi minha culpa

sopra sobre mim esse halito

até que as velas se acendam

uma por uma

como se fosse uma estrada de luzes

mas ai de mim...

pois vem a aurora

as chams de breves luzes 

se findarão, pois sempre uma luz maior

vence as que lutam para não se apagarem