O brilho dos teus olhos

27 de Julho de 2011 Diogo Carmona Poesias 656

O brilho dos teus olhos
Que descansam minha alma,
Que fazem valer o dia
Nas manhãs de alvorada.

Olhos verdes penetrantes
Que parecem um labirinto
E deles não saio mais
Pois neles fiquei perdido,

Além dos belos olhos
Existe um sorriso de criança
Que mostra sinceridade
E o sentimento não engana.

Quem olha essa mulher
E pensas que tem malícia,
Não percebi a inocência
Que em seu belo sorriso habita.

O seu jeito de ser
É o que me fascina,
Pois sabe ser mulher
Ao mesmo tempo em que é menina.

Apesar de tais elogios
Não sei se tenho chances,
Sou apenas um simples poeta
Parece-me um sonho distante.

Quero que saiba
Que por ti, sempre tive um apreço
E ficaria imensamente feliz
Se pudesse ao menos lhe dar um beijo,

Sentir o carinho de seus abraços
E o calor de seu corpo
E por uma vez dizer sorrindo:
- Fui feliz e amei de novo.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
"Confesso-te que..." há 3 horas

Ao perder um grande amor, Confesso que até chorei, Mesmo assim tudo ...
joaodasneves Poesias 5


Vida Pela Via da Fé há 6 horas

O que poderia o ministério da Lei sob o Antigo Testamento, fazer por si m...
kuryos Artigos 9


Para quem é a Mudança da Lei de Moisés há 8 horas

O apóstolo Paulo afirma que o crente não está sob a lei e sim sob a gr...
kuryos Mensagens 5


Cultivando Observações - 1 há 10 horas

Eu vivia arrastando silêncios, pelas plataformas da vida. Agora dispenso...
a_j_cardiais Poesias 18


"É tarde demais" há 12 horas

Não há mais tempo Não adianta agora chorar É tarde demais. É tarde ...
joaodasneves Poesias 11


"Amada Amante"... há 12 horas

A primavera chegou, sai como sempre o dia estava bonito, o sol brilha...
joaodasneves Prosa Poética 8