SUBMERSÃO



Como não
podia deixar de acontecer,


novamente a
Submersão veio a acontecer,


e as vitimas
são as mesmas, sem arrefecer.



Submersão,
que são atribuídas aos céus,


mas não,
são bem outros os réus,


Submersão,
que é fruto da má gestão,


que na
totalidade da nacional urbanidade,


esta toda a
sua impermeabilidade,


esta sim de
responsabilidade,


dos
políticos em suas perversidades.



Mas o ano
que se aproxima,


terá pleito
para novos gestores,


que como
sempre


são os
mesmos pleiteantes,


os algozes
repugnantes,


que como
sempre serão eleitos,


pelo mesmo
povo,


quando da
próxima Submersão,


perderam
desde todos os bens materiais,


até
provavelmente, seus entes Queridos,


que nem
direito terão a honra parentais.



Não, a
Submersão não vem dos Céus,


vem daqueles
que nos pleitos,


elegem
sempre os mesmos réus.




Marco
Aurelio Tisi



(13/12/2013
)