Morrer de amor...

Não quero mais esse romantismo
Que se escreve no sofrimento
Que se sente doer na alma
A dor de cada momento

Não se morre mais de amor
Como os poetas morriam
Embriagando-se em tavernas
E desfalecendo em cada esquina

Estou farto de ser paciente
Esperando aquela mulher
Que às vezes me parece amar
Mas não sabes de fato o que quer.

Quero é abusar da vida,
Me libertar desse sentimento.
Sei que amar é bom, mas,
Esse platonismo corrói-me por dentro.

Morrer de amor...