RELAÇÃO

30 de Julho de 2011 Abreu Poesias 309

De véu fez-se a adesão, promessa duradoura

Selado em alianças, pra durar a vida inteira

Botões ainda em flor, agrupados na roseira

A paz ainda leite, no doce lar, ancoradouro



O tempo murcha a vida, sopro em provação

Antes do amor, vem a paixão, arrebatadora

Sólida relação, encouraçada, no miradouro

De maciço se fez suíço, corroendo a união



Depois de filhos, não se fica mais sozinho

Até a igreja sugere intromissão nessa união

Confessa em comunhão, hóstia, vinho e pão

Vem também a sociedade na cota do vizinho



Enfim, veneno bem dosado, sem compaixão

Enrijecendo cada nó, impossível desatar

Comprovando: já é tarde pra recomeçar

Restando em cada peito, vil dor e solidão

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
Amor de Primavera há 12 horas

Morena, quando tu flores, o verbo em ti, primavera, seguirá o caminho do...
a_j_cardiais Poesias 34


CICATRIZES há 17 horas

CICATRIZES Não se vive essa vida impunemente... Todo mundo, mais dia m...
ricardoc Sonetos 5


" Amar é" há 1 dia

Amar e como voar, no mais azul dos céus. É sentir a sensaçao de estar n...
joaodasneves Poesias 11


PAU DE FITAS há 1 dia

PAU DE FITAS Dançam as raparigas cá em roda D'um mastro d'onde fitas ...
ricardoc Sonetos 8


Falta de Amor ao Próximo há 2 dias

A razão de viver é amar... Mas a maioria das pessoas vive o amor ao din...
a_j_cardiais Poesias 56


Amor a Deus x Amor ao Mundo há 2 dias

Nos dias do autor não havia automóveis como os luxuosos que existem em no...
kuryos Artigos 13