Poesia triste, alma desentendida.

As vezes me entrego ao silêncio,

deixo passar o tormento,

pois logo encontro a saída,

seja para ficar,

ou seja para a despedida.