Trem

06 de Janeiro de 2014 Pierre Souza e Lima Poesias 351

Nos trens de São Paulo estranhos vem e vão. 

Lisonjeiro é aquele que se desculpa por um esbarrão

Azarado foi o moço que uma pasta esqueceu

Sortudo foi um rapaz que em meio a rotina um amor floresceu

Quão estranho é alguém em um trem ?

Um local lotado de pessoas com seu eterno vai e vem.

Sempre me perco nos olhares vagos entre os vagões.

Tentando notar em cada detalhe as feições.

Extravagantes roupas de todos os tamanhos e toda cor

Singelos e humildes recatados no seu labor

Daqui de dentro os trilhos são tão barulhentos.

Mas nada comparado aos inúmeros assuntos paralelos.

Uma moça do meu lado assunto puxou

Primeiro fui dando bom dia, mas logo ela sibilou

- Esse livro é tão... tão...

Nem se quer a frase terminou, mas a conversa rendeu até minha estação.

Por coincidência ou não descemos juntos.

Na próxima estação pensei, vai que ela se perde nos tumultos.

Mas ela me acompanhou, do meu lado o tempo todo

Me senti completo pelo tédio ter sido derrotado.

Uma conversa boa e divertida

Aquela garota de óculos, camiseta branca e sua calça jeans encardida.

Antes de ir lhe dei o livro que ela tanta queria.

Foi o sorriso mais belo esbouçado por uma garota que vi.

E assim dentro do terminal de ônibus que a perdi.


Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
Obedecendo o Vento há 9 horas

As folhas caem, e eu quero falar sobre isso, sem me preocupar com o feiti...
a_j_cardiais Poesias 26


"Verão na Europa" há 11 horas

Hoje começou o verão Mas todos os dias, são dias de verão O verão na...
joaodasneves Poesias 5


"Maria Emília" há 13 horas

Meu amor Antes de tu nasceres Raramente eu pensava em ti Iria com o pass...
joaodasneves Acrósticos 7


"Sou" há 14 horas

Sou o livro sem palavras Sou a historia por contar Sou o céu sem estre...
joaodasneves Acrósticos 7


"Livro sem letras" há 16 horas

Meus livros já estão sem letras Meu papel sem cor Com a caneta vazia Q...
joaodasneves Poesias 8


Amor há 18 horas

Quando Jesus diz que aquele que o ama é quem guarda os seus mandamentos, o...
kuryos Acrósticos 8