Noite inesquecível

07 de Janeiro de 2014 João pinheiro Poesias 604

Ainda tenho as marcas de suas unhas cravadas em meu peito da última vez que a gente fez amor, você se entregou completamente aos meus braços.
Seus gemidos demostravam a vontade de me ter aquela noite.
A chuva caia lá fora, da janela do meu quarto o relâmpago iluminava nossos corpos suados.
Aquele momento foi único em minha vida, teu cheiro, teus lábios ao encontro dos meus...eu estava transando com minha amada e chuva era nosso cenário de amor.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
Lembra? há 2 dias

Quando o tempo nós pertencia dia e noite não existiam? Quando ainda...
enidesantos Poesias 14


Principio há 2 dias

Toda a humanidade repelida da perfeição Privada da perspectiva da ...
enidesantos Poesias 11


Viandar há 2 dias

Viver e caminhar eu gosto de tudo que a vida me da Gosto de viver e ...
enidesantos Poesias 10


Fluxo do tempo. há 2 dias

Boca devoradora do tempo que tudo vai apagando varrendo da vida todo o en...
enidesantos Poesias 11


Sou há 2 dias

o que quero e onde quero Meu palco é a vida Dela faço brotar o pr...
enidesantos Poesias 11


Ame...! há 2 dias

Apenas ame Não se infecte de amor Infecte-se de vida Queira vida D...
enidesantos Poesias 10