Foi na promíscua zona de magia da Bahia

Que Nóbrega nobre de brega se travestiu

Produziam cunofilia anilíngua cunilíngua

Moradia onde todos os gostos se atraíam



Lá a perseguida achada fluía fluidificava

No tribadismo sáfico vulvas fomentavam

Com fetiches variados todos fornicavam

Em regozijo o brinde era chuva dourada



Coprolalia parafilia hipoxifilia só terapia

Atrações vampíricas e menofilia existiam

Nada faltava nem pompoar com o pensar

Túmida e lúbrica esbraseava até exsicar



Lá onde Jorge o bem amado ia devanear

Em formosas cafetinas jaculou Inspiração

Exulava os amigos Cravo Calazans Carybé

Radiografando as noitadas de satisfação