Se vivi até aqui

Foi por falta de amor, Ou por falta da mulher amada ? 

Eu que amei tantos Homens, me debrucei em tantas bocas. 

Sentido pelos em meus pelos

Em vida em prado de forte laços 

Já não posso amar ! 

Já não quero viver ! 

Não tenho autonomia para amar 

Não tenho sentimento para fluir

Se houver encarnação após a morte 

rogo a Deus que me falte amor em vida 

Rogai-vos  por nos, meus desamores.