Teu sorriso me faz falta.
E tua alegria palidez!
O teus beijos me acalmam.
Mas teus lábios frigidez.

O teu calor me mantém vivo,
mas teu corpo me tira a esperança.
Amo muito o teu jeito,
mas do teu amor quero distância.

É da boca que tudo falo,
mas o coração nada diz.
Vou agir em despreparo,
mas controlar minha motriz!

A saudade que ainda tenho
vem do que deixou semente.
Que reguei sem teu cuidado
pra nascer na tua frente.

Nunca vai compreender
que de ti quero o melhor.
O que é negro deixo enterrado,
pois o bom nunca será pó.

Bom seria se pudesse entender
a essência do absinto.
Então compreenderia em teu viver
o que penso, quando minto.