Sinto a singularidade da minha alma
Alma que sinto ser distante
Fria e obscura
Procurando aconchego nas profundezas
De uma salvação.
Salvação? Quem dirás ser a salvação?

A salvação. Onde está a salvação?
Poderia estar no amor? Na alegria ou na tristeza?
Na vida ou na morte?
Lembrei-me! A morte é como uma fuga,
Uma solução, esta deverá ser a razão suicida.

Não cantaremos o suicídio. Ato covarde!
Encare o sofrimento como um ser!
Ser que mesmo não possuindo sua alma,
Sua essência,procura alguém que possa
Resgatar a sua alma das profundezas
De um gélido coração.