Maldição da Derrota

02 de Agosto de 2011 Gisela Cardoso Poesias 413

Lutastes pelos seus ideais até o seu último suspiro
Até restar um último homem, um soldado em vão
Mas de nada servirá se fugistes na hora da derrota.
O medo é o melhor amigo da tirania.
O medo está apenas nos olhares dos outros.
Os outros?
Os outros são apenas poeira ao vento
Em um piscar de olhos, eles já se foram
Para onde?
Enterrar o seus modelos ideais.
O que fazer depois que os heróis se foram?
Enterrar os mortos e reerguer supermercados?
Não há nada fazer... a não ser encarar a derrota
Caso queiras,
Não tenhas medo, sua derrota estará oculta
Nas profundezas de teu coração,
Te culpando cada vez mais pelo sangue ordinário em suas mãos
E será uma maldição para os restos dos segundos
Que te restam!

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
"Dia do amor" há 2 horas

Amanhã é o dia reservado ao Amor, E a fragrância das flores confunde-s...
joaodasneves Poesias 9


"Estou triste" há 10 horas

A noite se instala em mim. Lá fora, apenas o silêncio da noite e o teu o...
joaodasneves Poesias 11


"Estou cá a matutar" há 10 horas

Esses dias ando meio triste muito confuso, ando a querer isolar-me, f...
joaodasneves Pensamentos 9


A Humildade nos Cai Bem há 15 horas

Se o domínio total é do Senhor, porque o poder pertence a ele, isto dever...
kuryos Artigos 8


Fuga da Inspiração há 16 horas

Preciso terminar um poema que comecei numa empolgação danada... Dep...
a_j_cardiais Poesias 45


Um Dilema há 16 horas

Estou aqui reclamando da minha "vidinha", enquanto tem alguém por aí que...
a_j_cardiais Poesias 49