Conselho poético

23 de Janeiro de 2014 duilio duka Poesias 357

CONSELHO POÉTICO

se pensas que sou fortuito
e que eu tenho muito
estás enganada:
mancada, não te direi.

se queres que eu chute lata
e julgas não ter eu nada
errastes na tentativa:
assertiva, não te darei.

tu vives de interesses
eu, de recordações.
tu dizes sofrer de estresses
eu, de paixões.

se queres o bem na vida
querida,
sê fiel com quem te ama:
conclamas o seu perdão.

e se queres a felicidade:
maldade
não pode habitar
o teu coração.
______________________
duilio duka de souza zanni

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
Bem Lá No Fundo há menos de 1 hora

Eu caio, levanto, choro, canto... Me aborreço, entristeço. Me estresso...
a_j_cardiais Poesias 21


"Só sei que nada sei" há 1 hora

Eu nada sei, Mas juro que te adorei, só sei que nada sei mas sei que t...
joaodasneves Mensagens 5


"Amiga virtual" há 1 hora

Ainda não sei porque te tenho como amiga... as tuas letras são iguais a ...
joaodasneves Pensamentos 4


Moça bonita há 3 horas

Todo mundo tem aquela moça bonita na sua vida..Eu tenho... Moça bonit...
anjoeros Poesias 4


Uma cama , várias interpretações... há 3 horas

Boa noite! Para hoje o que temos,como sempre,é o amor...Mas, nesse texto f...
anjoeros Artigos 6


"Amor proibido" há 3 horas

Porque será que aguentamos em silêncio a ferida? Dissimulamos frente a t...
joaodasneves Pensamentos 5