CONSELHO POÉTICO

se pensas que sou fortuito
e que eu tenho muito
estás enganada:
mancada, não te direi.

se queres que eu chute lata
e julgas não ter eu nada
errastes na tentativa:
assertiva, não te darei.

tu vives de interesses
eu, de recordações.
tu dizes sofrer de estresses
eu, de paixões.

se queres o bem na vida
querida,
sê fiel com quem te ama:
conclamas o seu perdão.

e se queres a felicidade:
maldade
não pode habitar
o teu coração.
______________________
duilio duka de souza zanni