Do Outro Lado do Morro

30 de Janeiro de 2014 Pr CJJacinto Poesias 259

Quando era criança sonhava

era tão belo, imaginava

o que teria atrás do morro que eu via,

da varanda da janela, eu pensava

a curiosidade então se acendia...



Era o morro verde, outro dia azulado

eu pensava: o que tem do outro lado?

a vontade que eu sentia

eu queria, ter o mistério desvendado

sonhar era o que da janela eu fazia



Curioso com o coração não saciado

olhava da rua o morro meio descampado

em uma arvore, então subia

queria ver o além morro revelado

ah, o que tem lá? eu não sabia



Um dia eu olhei  no espelho e descobri

Meu Deus! olha só eu já cresci!

o morro perdeu então, todo o teor misterioso

o enigma do morro não estava mais ali

somente eu adulto desdenhoso



A montanha está lá glamorosa, no mesmo lugar

eu mudei, já não quero saber o que tem lá

a curiosidade infantil evanesceu, virou um nada

perdi o dom infantil de imaginar

tornei-me eu mesmo uma montanha indecifrada



Clavio Juvenal Jacinto


Leia também
Te Desejar Só, Não Basta há 11 horas

Fico aqui te desejando... Mas você bota tanto empecilho, tanta dificulda...
a_j_cardiais Poesias 40


Só Fale de Amor Com Sinceridade há 11 horas

Não faz mal nenhum você dizer para alguém: Eu te amo! Não faz mal ...
a_j_cardiais Poesias 26


"Confesso-te que..." há 16 horas

Ao perder um grande amor, Confesso que até chorei, Mesmo assim tudo ...
joaodasneves Poesias 7


Vida Pela Via da Fé há 19 horas

O que poderia o ministério da Lei sob o Antigo Testamento, fazer por si m...
kuryos Artigos 10


Para quem é a Mudança da Lei de Moisés há 21 horas

O apóstolo Paulo afirma que o crente não está sob a lei e sim sob a gr...
kuryos Mensagens 8


Cultivando Observações - 1 há 23 horas

Eu vivia arrastando silêncios, pelas plataformas da vida. Agora dispenso...
a_j_cardiais Poesias 31