Eu me perdi na loucura
Na obsessão e na perdição
Quem me deras poder revidar
a mim mesma!
Eu te transformei em um objeto,
Em um objeto amado,
Ou será sagrado?
Eu comecei a desenhar as minhas sombras
Eu me iludi pela minha sombra,
Pela minha utopia.
Eu comecei a ver Deus,
Eu comecei a culpar Deus!
Culpar pela minha existência?
Ñão, mas sim pela minha sina,
Pelos meus próprios pecados ...