O Amor

04 de Fevereiro de 2014 Olympio Ramos Poesias 271

Um pedaço do mundo 

guardei em mim,

separei o que era bom

de tudo que vivi!

hoje me rendo ao fascínio do amor

esqueço o que sofri

e as lágrimas que chorei

o amor outra vez me fez sorrir


O amor...


O amor aquece as madrugadas

quando o calor do corpo nu

em nós afaga a mulher amada

o amor dá aroma à flor do campo

em segundos desfaz os desencantos,

e tudo faz acontecer do nada


Como do Uirapuru, o canto

o amor é assim cheio de mistérios;

como as vagas assombrosas do oceano,

por si só tão delicado o amor, queda-se 

à calmaria da suave brisa das monções

que desfaz a saraivada de raios!

tempestades, relâmpagos e trovões



Cabo Frio, 04/02/14


Olympio Ramos



Para M.C. com todo amor

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
Poema Rosa Para um Dia de Sol há 14 horas

A Rosa Emília A Rosa que an...
a_j_cardiais Poesias 38


Poema Suado há 14 horas

Estou num deserto de inspiração... Nada passa por aqui... Nem ladrão. ...
a_j_cardiais Poesias 32


Hebreus 3 - Versículos 7 a 11 – P 3 há 17 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 8


Hebreus 3 - Versículos 7 a 11 – P 2 há 17 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 10


Hebreus 3 - Versículos 7 a 11 – P 1 há 17 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 7


""Ser deficiente, não é o final"" há 2 dias

Nos somos todos iguais, E ao mesmo tempo diferentes, Somos todos normais,...
joaodasneves Poesias 13