Aprendi a não temer as adversidades
Porque encontrei nas flores
Uma coragem contra o vento

Aprendi a não temer a morte
Porque vi na semente
A coragem de morrer pra reviver

Aprendi a não temer a vida
Porque uma criança nasce em choro sincero
E aprende verdadeiramente a sorrir

Aprendi não temer o anonimato
Porque as flores mais lindas
Desabrocham solitárias nos cumes das montanhas

Eu aprendi a não temer a felicidade
Mas a desfrutar dela
Quando chega em forma de coisas simples