Saudades Da Minha Odalisca

22 de Fevereiro de 2014 AdrianaVersus Poesias 245

Eu sou a canção que me soma

Da tua beleza faço poesia

Do teu olhar me vejo mais ardente

Eu sou seu coração, minha fantasia

Eu sou sua máscara

Chego num instante minha odalisca

Belos tempos, do chá da xícara de

Porcelana, depois beijos, toda linda.

Olha! Bem fundo olha, passa a mão nos

Meus cabelos negros,delicia meus caracóis

Na luz meus olhos são brilhantes, sou pérola

No outro dia, outra vez tua poesia.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
Lembra? há 2 dias

Quando o tempo nós pertencia dia e noite não existiam? Quando ainda...
enidesantos Poesias 21


Principio há 2 dias

Toda a humanidade repelida da perfeição Privada da perspectiva da ...
enidesantos Poesias 13


Viandar há 2 dias

Viver e caminhar eu gosto de tudo que a vida me da Gosto de viver e ...
enidesantos Poesias 11


Fluxo do tempo. há 2 dias

Boca devoradora do tempo que tudo vai apagando varrendo da vida todo o en...
enidesantos Poesias 14


Sou há 2 dias

o que quero e onde quero Meu palco é a vida Dela faço brotar o pr...
enidesantos Poesias 12


Ame...! há 2 dias

Apenas ame Não se infecte de amor Infecte-se de vida Queira vida D...
enidesantos Poesias 11