PAISAGEM

06 de Agosto de 2011 Abreu Poesias 319

Mal retornei ao meu refúgio e de pronto refuguei

Tão logo enxerguei que decisões inconsequentes

Aniquilaram aquele espaço, ainda arborescente

Relutante eu fiquei e ainda perdido, nem me achei



Estarrecido descobri a grande força do dinheiro

A transformar de imediato e tudo, desmatar

O progresso corroendo belezas no mundo inteiro

A todos expulsar, nenhum direito de apelar



A nova floresta cresceu e floresceu

Em forma de prédios de concreto

As raízes se ampliaram e escureceram

Ganharam novo molde e mais asfalto



A vida fugiu para outro exíguo espaço

Senhor ninguém a evitar tanto descaso

Que breve receberá triste mensagem:

Cheguei para humanizar sua paisagem

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
"Feliz...dia...de...São João" ... há 1 hora

Quem dera ir mais além, cantar mais alto Sobre esse chão salgado onde na...
joaodasneves Poesias 4


No Vento da Literatura há 2 horas

Gosto da poesia quando chega de surpresa... Pode não ter beleza, mas q...
a_j_cardiais Poesias 27


Bendito Amor Eterno há 23 horas

Quando pensamos que Jesus disse que todo aquele que lhe foi dado pelo Pai, ...
kuryos Artigos 11


"Vendo" há 1 dia

Hoje vendo um corpo sem alma, e um extrovertido coração partido, uma ...
joaodasneves Acrósticos 7


"Te amo vinho tinto" há 1 dia

Tu meu querido vinho tinto, és e serás a minha inspiração, Ter o cop...
joaodasneves Poesias 9


Gradeados há 1 dia

O céu está logo ali, depois dessa janela enjaulada... Meu amor é qua...
a_j_cardiais Poesias 60