Somente teus olhos

28 de Fevereiro de 2014 SIGRID SPOLZINO Poesias 306

Por teus olhos
tão somente por eles
sinto-me tua
No apagar de luzes, nua
inteiramente beijada
Afirmo, ninguém conhece-me mais
em linhas e entrelinhas
Versa, te ouço 
enche-me de poesia
à boca, cálice
à face, beijos
corpos lidos e relidos 
No sentido lato 
de soberana sensação
fala-me com teus olhos
preenche-me oceano

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
Lembra? há 2 dias

Quando o tempo nós pertencia dia e noite não existiam? Quando ainda...
enidesantos Poesias 21


Principio há 2 dias

Toda a humanidade repelida da perfeição Privada da perspectiva da ...
enidesantos Poesias 13


Viandar há 2 dias

Viver e caminhar eu gosto de tudo que a vida me da Gosto de viver e ...
enidesantos Poesias 11


Fluxo do tempo. há 2 dias

Boca devoradora do tempo que tudo vai apagando varrendo da vida todo o en...
enidesantos Poesias 14


Sou há 2 dias

o que quero e onde quero Meu palco é a vida Dela faço brotar o pr...
enidesantos Poesias 12


Ame...! há 2 dias

Apenas ame Não se infecte de amor Infecte-se de vida Queira vida D...
enidesantos Poesias 11