Por teus olhos
tão somente por eles
sinto-me tua
No apagar de luzes, nua
inteiramente beijada
Afirmo, ninguém conhece-me mais
em linhas e entrelinhas
Versa, te ouço 
enche-me de poesia
à boca, cálice
à face, beijos
corpos lidos e relidos 
No sentido lato 
de soberana sensação
fala-me com teus olhos
preenche-me oceano